Tu segues a McDonald’s Egipto no Facebook, mas não sabes

A McDonald’s Egipto andou alegadamente a comprar likes no Facebook. Isto é, sem qualquer tipo de autorização, tu e mais 50 amigos teus passaram a seguir no Facebook a filial egípcia da multinacional.

O alerta foi esta quarta dado por nós no próprio Facebook, e reforçado posteriormente pelo Semanário SOL.

Apesar de ilegal, a compra de likes é algo conhecido e que a equipa de Mark Zuckerberg, infelizmente, não resolveu. Aliás, existem muitas coisas que não entendemos no Facebook e esta é uma delas, até porque está em causa a tua privacidade. Se não, vejamos: alguém terceiro entra na tua conta e faz um like numa página, sem teu conhecimento.

http://facebook.com/McDonaldsEgypt

Ninguém da McDonald’s nos confirmou o negócio de likes, mas é 99% certo que aconteceu. Basta olhar para os dados da página: a 12 de Maio, tinha pouco mais de 2 milhões; hoje (14 de Maio) são 16 milhões. Um crescimento de mais de 14 milhões em apenas 2 dias.
mcdonaldsegipto_likesamigos

Esses 14 milhões não fizeram voluntariamente like na página da McDonald’s Egipto. Nem sabem sequer que a estão a seguir. É, aliás, com surpresa que o descobrem!
mcdonaldsegipto_fraudepost

Contactamos o Facebook para esclarecimentos sobre este caso. Até ao momento não obtivémos resposta.

Update às 19:17 de 15 de Maio de 2014: a página foi entretanto eliminada.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt