Supercomputador Watson da IBM já sabe cozinhar


A IBM transformou o seu supercomputador Watson num verdadeiro chef de cozinha, capaz de cruzar inúmeros ingredientes e de os transformar numa única e deliciosa (esperemos!) receita, e levo-o ao SXSW 2014 dentro de uma carrinha-roulote com muito estilo.

Depois de vencer em 2011 o programa norte-americano de cultura geral Jeopardy e de se ter dedicado, entre outras áreas, à medicina, o Watson é agora um master chef na verdadeira ascensão da palavra. Se, por norma, um master chef humano consegue combinar 2 ou 3 ingredientes de uma vez só, este supercomputador é capaz de processar centenas deles e de os combinar em pratos inesperados.

Ao longo dos últimos dois anos, o grupo de computação cognitiva da IBM esteve a trabalhar na possibilidade de o Watson processar comida. Ao supercomputador foi pedido que analisasse cerca de 35 mil receitas actuais e mais de mil sabores/compostos químicos, para depois saber cruzar os melhores ingredientes e produzir pratos surpreendentes. Na verdade, o Watson consegue cruzar ingredientes inesperados – como chocolate, café e alho – para produzir pratos nunca antes pensados por humanos.

No SXSW 2014, o Watson esteve dentro de uma roulote a receber os pedidos das pessoas. O Watson nunca chega realmente a cozinhar e nesta fase do projeto depende muito da acção humana, isto é, o supercomputador apenas enumera uma lista de ingredientes que devem ser aplicados na receita. A forma como o prato é preparado terá que ser decidida pelos chefs humanos. Mas no futuro até os passos que os cozinheiros devem seguir serão dados pela máquina.

Diz quem já provou que a maior parte dos pratos saem com uma boa combinação, mas também já se chegou à conclusão de que o Watson por vezes não consegue inovar porque os humanos já experimentaram um grande número de possibilidades. Um  dos pratos que o Watson já preparou foi um kebab com menta, lima, limão, cenoura, cebolinho, maçã, molho curry, ananás, cogumelo shiitake, porco, galinha e morangos.

O The Verge foi ao local…

Vê aqui em baixo as reportagens diárias feitas pela IBM.

Previous Instagram prepara expansão global, está mais leve e rápido no Android
Next Com esta app, consegues ler 1000 palavras por minuto