RIP Sony VAIO


A Sony deixará de vender computadores pessoais. A multinacional irá vender VAIO a um fundo japonês chamado Japan Industrial Partners, que, por sua vez, criará uma nova empresa para tomar conta do negócio.

A Sony terá uma participação de 5% na nova empresa a ser criada Japan Industrial Partners, para assegurar uma transição suave. O valor da transacção ainda não foi revelado, mas os rumores falam e 490 milhões de dólares. O negócio deverá ficar concluído até ao final de Março. Com a venda da VAIO, a Sony despedirá 5 mil funcionários, mas 250 e 500 destes deverão transitar para a nova empresa.

A venda de PCs contribuía para cerca de 10% das receitas totais da Sony, mas este era um dos negócios em que a empresa estava a perder dinheiro. Os VAIO tinham uma quota de mercado global a rondar os 2%, de acordo com a analista IDC. Em 2013, deram perto de 220 milhões de euros de prejuízos.

Também a divisão de televisões deverá sofrer alterações, uma vez que as contas também estão no vermelho. O negócio passará para as mãos de uma empresa subsidiária até Julho.

A Sony quer focar-se nas câmaras fotográficas e de vídeo (apresentou no CES 2014, uma câmara de vídeo compacta 4K), no gaming (a PS4) e no mobile (tem a marca Xperia).