Nokia X, quando o Android e o Windows Phone colidem


A Nokia apresentou hoje no MWC 2014 o Nokia X, o Nokia X+ e o Nokia XL. Três smartphones que juntam o sistema operativo Android aos serviços Nokia (como o Here) e às apps da Microsoft (como o Skype). São três Lumias com Android, destinam-se ao mercado mais baixo.

A Nokia pegou no sistema operativo Android da Google e personalizou-o ao máximo, dando-lhe um estilo muito parecido com o do Windows Phone. O Nokia X Software Platform – assim se denomina – está ligado à cloud da Microsoft, não à da Google; e está equipado com os serviços da Nokia e da Microsoft, como o Here, o Skype ou o Outlook.

Os três smartphones, o X, o X+ e o XL, integram uma nova linha de produtos, a par dos Lumia (Windows Phone), dos Asha (um OS próprio) e dos Nokia tradicionais. Os X destinam-se a um mercado low-cost; e custarão, respectivamente, 89, 99 e 109 euros no mercado europeu.

nokiax_mwc14_02

O Nokia X e o Nokia X+ têm um ecrã de 4 polegadas, uma câmara traseira de 3 megapixels, um processador de 1 Ghz Qualcomm Snapdragon dual core, e 512 MB ou 768 MB de memória interna, respectivamente. O X+ tem ainda uma slot para cartão microSD de 4 GB. Em standby, a bateria dá entre 20 a 30 dias, dependendo da conexão (se é 2G ou 3G). Os dois aparelhos são Dual SIM.

O ecrã do Nokia XL é de 5 polegadas. Tem uma câmara traseira de 5 megapixels e uma frontal de 2 megapixels, autofocus e flash (ao contrário dos modelos anteriores). O processador é o mesmo: 1 Ghz Qualcomm Snapdragon dual core. A memória interna é de 768 MB, não existe slot para cartão microSD. A bateria dura entre 25 e 40 dias (2G ou 3G), e o smartphone é igualmente Dual SIM.

nokiax_mwc14_03

A Nokia pode estar a ser adquirida pela Microsoft mas isso não impediu de continuar a fazer novos produtos e entrar em novas áreas como o Android. Os Nokia X serão colocados no mercado ao longo deste ano se a Microsoft não os matar primeiro. Está nas mãos dela a continuação do projecto, que, pode, por um lado, servir para criar um ecossistema Microsoft no ambiente da Google.

Os X são dirigidos ao mercado mais baixo, pelo que as especificações dos aparelhos são baixas. Isso é notoriamente sentido na performance dos aparelhos. Abrir e fechar apps é uma tarefa por vezes demorada, bem como a performance em si de algumas apps. Todavia, os X têm tudo para serem excelentes smartphones para consumidores menos exigentes ou que não queiram/possam gastar dinheiro num Nexus 5, num HTC One ou num Galaxy S4.

O Skype, o Outlook, o HERE Maps, o Bing e o OneDrive estão pré-instalados nos X, o que faz com que os utilizadores entrem no ecossistema Nokia/Microsoft mal abram um aparelho destes. Os X não têm acesso à Google Play Store, mas correm apps Android seleccionadas pela Nokia através da Nokia Store. O Gmail ou o Google Maps, por exemplo, não entram nessa loja, mas ela já inclui apps como o Vine ou o Viber.

Previous #FollowSaturday #013
Next Sony Xperia Z2: um smartphone que grava 4K debaixo de água