Nvidia Tegra K1 leva os gráficos da PlayStation para o Android


Esta manhã, no CES 2014, a Nvidia apresentou o Tegra K1, um novo e poderoso processador Android de 192 núcleos, que permite ter os gráficos e a performance de uma Playstation ou de uma Xbox num smartphone ou tablet. Conseguirá o mobile competir com as tradicionais consolas de videojogos?

Os processadores quad-core são hoje o standard para os aparelhos mobile topo-de-gama. No entanto, algumas fabricantes, como a Samsung, já estão a apostar em CPUs 8-core. Mas o Tegra K1 da Nvidia não tem nem quatro, nem oito núcleos, mas sim 192, o que coloca toda a concorrência a um canto. Inclusive o chip 64-bit A7 da Apple: de acordo com a Nvidia, o Tegra K1 é 3 vezes mais rápido que o A7.

Para competir com as tradicionais consolas de videojogos, o Android precisa do hardware certo e o Tegra K1, é um passo na direcção certa. Com este poderoso chip, um tablet Android pode estar ao nível de uma Playstation 3 ou de uma Xbox 360 no que aos gráficos diz respeito.

Isto porque o Tegra K1 apresenta 192 núcleos de processamento gráfico. É um upgrade significativo relativamente aos 75 núcleos do Tegra 4, o seu antecessor. “É simplesmente inapropriado chamar-lhe Tegra 5”, disse o CEO Jen-Hsun a um conjunto de jornalistas, à margem da conferência no CES 2014.

Baseados na arquitetura Kepler, até aqui só usada em processadores de PC, o Tegra K1 permite ter um desempenho gráfico fora de série na palma das mãos, sem sacrificar a bateria. De acordo com a Nvidia, o K1 consegue ter os mesmos gráficos que uma Xbox One ou uma Playstation 4, e oferecer maior performance que uma Xbox 360 ou uma PlayStation 3.

Na prática, os tablets Android com este processador – e no futuro talvez os smartphones – poderão correr jogos com um nível de pormenor superior: mais níveis de luminosidade, reflexos, texturas e até elementos como gotas de água vão ficar mais realistas do que nunca.

O K1 suporta Unreal Engine 4, DirectX 11, OpenGL 4.4 e tessellation. Este super chip é desenhado não só para smartphones e tablets Android, mas também para televisões 4K, consolas de jogos e carros.

O Tegra K1 está disponível em duas versões: uma de 32-bits com processador ARM Cortex A15 de quatro núcleos a 2.3 Ghz, existindo um quinto processador para as tarefas mais básicas; e uma variante de versão de 64-bits com processador ARM Denver de dois núcleos a 2,5Ghz. O K1 de 32-bits será comercializado ainda nesta primeira metade de 2014; a versão de 64-bits só chegará ao mercado na segunda metade do ano.

Nativamente o K1 não suporta redes 4G, mas o chip foi construído para poder emparelhado com um chip extra que garanta essa conectividade de alta-velocidade.

O The Verge experimentou o K1 num protótipo de tablet Android. Ver aqui.