OpenEmu: é um iTunes para videojogos dos 90s


Não faltam emoludores de jogos de video no mundo, mas a grande maioria podem ser complicados, até mesmo dolorosos de usar, isto porque reflectem as origens do seu “hacker” (criador) com interfaces nada atraentes.

Lançado esta semana para Mac, o OpenEmu é uma lufada de ar fresco. Este novíssimo emulador permite a funcionalidade “drag and drop” a partir de qualquer um dos doze diferentes sistemas clássicos de videojogos directamente para a sua interface. A navegação é feita entre as capas virtuais dos diversos jogos. E é possível ligar o software a uma variedade de controladores físicos (como, por exemplo, o comando da PS4).

Actualmente, a interface suporta jogos de um variado número de consolas clássicas, como a NES, SNES, Genesis, Sega 32X, Sega Master System e TurboGrafx-16. Consolas portáteis também estão disponíveis para escolha, como o Game Boy, Game Boy Advance, Nintendo DS, Game Gear, NeoGeo Pocket e até mesmo o Virtual Boy.

A Nintendo DS ainda precisa de alguns ajustes, uma vez que não é possível girar as telas para jogos orientados verticalmente, como o Rhythm Heaven e Ninja Gaiden: Dragon Sword. No entanto, é possível usar o mouse ou o trackpad para emular a entrada de uma stylus.

As consolas mais recentes não estão presentes neste emulador. Todavia, os developers do OpenEmu garantem ser uma questão de tempo. Playstation, Nintendo 64, Atari 2600 e mesmo a PSP devem ser adicionadas em actualizações futuras.

Para já, a melhor parte diz respeito à facilidade com que se ligam os controladores de jogo ao Macbook e se começa a “sentir a consola”. Liga um Wii Remote ou DualShock 3 através de Bluetooth, ou liga um controlador PS4 com um cabo de carregamento Micro USB, e estás pronto para te deixar levar na melhor viagem de nostalgia da história dos jogos de video. Não há necessidade de utilizar controladores de jogos dedicados para PC, e podes ainda fazer o download de uma driver de terceiros para utilizares os controladores da tua Xbox 360.

É importante notar que a equipa do OpenEmu não escreveu o código que realmente permite que jogar estes jogos: o programa usa os “núcleos” de emuladores já existentes para fazer o trabalho. Mas o resultado é uma interface elegante e funcional que permite desfrutar de jogos de video clássicos da forma mais conveniente possível.