Vodafone Music Sessions: o cartaz secreto do Vodafone Mexefest


Há uma parte do cartaz do Vodafone Mexefest que é segredo e que só deixará de o ser durante o festival. Essa parte chama-se Vodafone Music Sessions e corresponde a uma série de concertos surpresa em locais surpresa, aos quais só alguns conseguem ter acesso. A iniciativa estreou-se em Paredes de Coura, no último Verão.

Tudo começou em Paredes de Coura. A Vodafone deu à 21ª edição do festival minhoto o naming e procurou entrar nele sem causar grandes danos. “Sabíamos que íamos para um festival com características muito específicas, que não está habituado a grandes marcas”, confessou Pedro Caldas, Sponsorship & Events Senior Manager da Vodafone Portugal, numa apresentação no evento Marketing Marathon 2013, organizado pela Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing (APPM).

Como é que uma marca entre num festival ligeiramente avesso a marcas, sem estragar a experiência dos festivaleiros? Foi esta a pergunta que a Vodafone colocou a si própria e para a qual rapidamente encontrou respostas. Uma delas intitula-se Vodafone Music Sessions e consiste em concertos secretos em locais surpresa fora do recinto.

A promotora não gostou

A ideia não agradou inicialmente ao promotor do festival. João Carvalho mostrou algumas dúvidas de logística. Como é que se convenceria as bandas? Como é que se montariam os palcos improvisados em locais escondidos de Paredes de Coura com as equipas ocupadas no recinto do festival? Mas João Carvalho depressa se convenceu do potencial da iniciativa.

Foram 5 as Vodafone Music Sessions a acontecer no Vodafone Paredes de Coura, 1 em cada dia do festival: Tape Junk, Senhora da Pena, 13 de Agosto; Bombino, Espigueiro, 14 de Agosto; The Glockenwise, Capela de São Sebastião, 15 de Agosto; Citizens!, Igreja Ecce Homo, 16 de Agosto; e Ducktails, Monte São Silvestre, 17 de Agosto.

5 concertos exclusivos e intimistas

5 bandas do cartaz do festival (3 de fora, 2 nacionais) tocaram em 5 locais escondidos de Paredes de Coura para um grupo de 50 pessoas recolhidas aleatoriamente por um autocarro da Courense (a rodoviária local). Os 50 “raptados” não sabiam para onde estavam a ser levados, nem o que iam ouvir. Sabiam apenas que o autocarro pararia algures, para um concerto intimista e exclusivo qualquer.

De recordação levavam uma pulseira da Vodafone Music Session no braço (trabalhou-se aqui o sentido de pertença, de exclusividade) e toda a experiência vivida. Tudo conteúdo propício a ser partilhado nas redes socais. “O target consome muito web e foi necessário criar conteúdo relevante para partilhar nela”, disse Pedro Caldas. Pretende que sejam não só os fãs a partilharem as Music Sessions, mas também a marca, uma vez que se trata de conteúdo relevante para o Facebook.

Artistas são artistas, logo há sempre stresses

A preparação das Vodafone Music Sessions implicou a selecção dos locais (privilegiaram-se pontos de interesse turístico agradáveis), o convite às bandas e toda a restante logística (som, autocarro, técnicos…). Ainda assim, houve alguns stresses. Desde logo, locais alterados um dia antes do evento, por uma série de factores que não tinham sido tidos em conta (como o soundcheck dos artistas no festival e a ida deles para as Music Sessions).

Depois, claro, a confirmação dos artistas acontecer por vezes à última hora. Isto foi resolvido com o factor surpresa embutido na acção, que não só dá magia a esta, como protege a organização. “Desta forma, não corremos o risco de anunciarmos a banda X e de essa banda não aparecer”, explicou Pedro Caldas. A verdade é que artistas são artistas e os imprevistos acontecem, mesmo quando parece estar tudo a corre bem: “O Bombino esqueceu-se da guitarra e lá teve de ir alguém dar-lhe uma a tempo do concerto.”

Uma partilha sem grandes chavões de marketing

No fundo, “uma partilha sem grandes chavões de marketing”, referiu Pedro Caldas. Assim se resumem as Vodafone Music Sessions. Foram partilhadas e comentadas na web, chegando – por se tratar de relevante para notícia – também aos media tradicionais (televisão e imprensa).

As Vodafone Music Sessions, assim como as restantes iniciativas da marca no Vodafone Paredes de Coura, acrescentaram valor à experiência dos festivaleiros, melhorando-a.