E se o Phonebloks fosse real? A Motorola está a trabalhar nisso


Afinal a ideia de smartphones modulares que Dave Hakkens apresentou, em Setembro passado, não é assim tão utópica como se pensou. Através do projecto Ara, a Motorola tem estado a trabalhar para transformar o Phonebloks em algo real, num futuro próximo.

O projecto Ara quer ser para o hardware aquilo que o Android é para o software. A ideia é desenvolver uma plataforma aberta para smartphones modulares, que garantem uma maior personalização de componentes. No fundo, o objectivo é transformar quase todos os componentes dos smartphones em módulos, que podem ser combinados de acordo com a preferência do utilizador. Que módulos são estes? A bateria, o ecrã, o processador, o teclado… Na base do smartphones modular, está uma estrutura exterior, um esqueleto, que agrega todos os módulos.

motorola_projectara_01

O resultado deste projecto Ara pode passar por um ecossistema que transcenda a própria Motorola. Isto é, apesar de esta ter os módulos próprios, os pré-definidos, terceiros podem desenvolver os seus e comercializá-los para funcionarem nos smartphones modulares da marca. Assim, poderemos actualizar o nosso smartphone com componentes de outros fabricantes.

Na prática, esta liberdade do conceito modular permite, por exemplo, trocar a câmara por uma nova em caso de avaria, sem ser necessário comprar um novo smartphone. Ou optar pelo processador do fabricante A em vez do do fabricante B, por uma questão de preferência. Ou instalar uma bateria maior, para estar conectado 24 horas por dia ao 4G.

motorola_projectara_02

A Motorola, empresa detida pela Google, irá trabalhar em conjunto com Dave Hakkens, que há coisa de dois meses apresentou um conceito semelhante. Chamou-lhe Phonebloks. Curiosamente o Ara já está em desenvolvimento nos escritórios da Motorola há quase um ano e o Phonebloks apareceu recentemente, tendo conseguido gerar um enorme buzz. Terá o Phonebloks sido a forma encontrada pela Motorola para comunicar a sua ideia?

Previous Google prepara Glass 2 para comercialização em 2014
Next O Instagram no mundo físico