Banksy montou banca no Central Park e vendeu trabalhos seus a 60 dólares cada


Nos leilões de arte, a obra do artista de rua britânico Banksy pode valer vários milhares de dólares, mas, este sábado, nos arredores do Central Park, em Nova Iorque, ela esteve à venda pelo preço único de 60 dólares. Tratou-se de uma iniciativa inédita do próprio autor.

Para questionar o valor comercial da arte, o artista Banksy – que está este mês a residir em Nova Iorque – montou uma banca em pleno Central Park com uma série de stencils seus em tela, originais, à venda por 60 dólares a unidade.

No final do dia, vendeu meia dúvida (muitos ficaram por vender) de trabalhos e fez 420 dólares. Banksy – artista natural de Bristol, Inglaterra, cuja identidade ninguém conhece – não avisou ninguém sobre esta sua acção, que diz ser inédita, isto é, irrepetível.

Provavelmente muitos dos que passaram pelo Central Park este sábado pensaram que naquela banca estavam falsificações do que originais. E quem comprou os trabalhos fê-lo por uma quantia mínima. Para termos uma noção, uma das suas obras, intitulada “Keep it Spotless” (2008), foi avaliada no passado mês de Junho em leilão em 1 870 000 dólares. Outra, “Space Girl & Bird” (2007), valeu-lhe cerca de 578 mil dólares.

Note-se que Banksy não apoia, de todo, o mercado da arte. Aliás, quando alguma obra sua aparece em leilão, é porque foi “retirada” de alguma parede, sem o conhecimento do artista.

A arte de Banksy nas ruas de Nova Iorque

Banksy está a residir desde o início de Outubro em Nova Iorque, no âmbito de uma iniciativa intitulada Better Out Than In, na qual se integra esta venda de sábado. Todos dos dias, Banksy revela um novo trabalho nas ruas de Nova Iorque

O seu site, www.banksy.co.uk, tem servido de diário da sua residência em Nova Iorque.