Twitter inicia processo de entrada em bolsa


O Twitter submeteu, de forma confidencial, à Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos EUA os documentos para uma oferta oferta pública inicial (IPO) – segundo informou, esta quinta, a empresa através de um tweet (pois, claro!).

Confidencial. Foi desta forma que o Twitter entregou à autoridade bolsista norte-americana a documentação necessária para avançar para uma oferta pública inicial (também conhecida como IPO). Espera-se que a entrada em bolsa do Twitter seja suave, depois da desastrosa IPO do Facebook de 2012.

Todo o processo está a ser cautelosamente liderado por Dick Costolo. O CEO do Twitter optou, por exemplo, por submeter confidencialmente o formulário S-1 na SEC, o primeiro passo do processo legal para a entrada em bolsa (IPO). O Facebook não o pôde fazer, uma vez que a empresa obteve 3,7 mil milhões de dólares de lucros em 2011. Tudo o que se sabe é que os lucros do Twitter não chegam a mil milhões de dólares (qualquer coisa como 753 milhões de euros), uma vez que a partir desse valor a lei norte-americana impede que seja iniciado em segredo um processo destes. A lei que permite a confidencialidade nesta fase inicial — o JOBS act — foi criada no ano passado, para afastar do escrutínio público a primeira fase de negociações entre as empresas e a SEC.

O Twitter está avaliado em 10,5 mil milhões de dólares (7,9 mil milhões de euros) por um dos seus principais investidores, a GSV Capital. A Emarketer estima, por seu lado, que as receitas da empresa serão de 582,8 milhões de dólares (438,7 milhões de euros) em 2013. A mesma empresa antecipa um crescimento desse valor em 63%, para 950 milhões de dólares (715,2 milhões de euros), em 2014. Serão números idênticos os que os responsáveis do Twitter apresentarão em breve a potenciais investidores — pelo menos, deverão ser tão optimistas quanto estes.

Por essa altura, já a informação financeira tem de ser pública, dado que a lei impõe um prazo de 21 dias entre a publicitação dos resultados da empresa e o início dessas conversas de charme. Falta ainda saber a que preço o Twitter pretende vender as suas acções, que no mercado secundário rondam os 20 dólares (pouco mais de 15 euros) por unidade.

Uma aquisição antes do IPO

Nesta segunda, o Twitter comprou a MoPub por 350 milhões de dólares (263,5 milhões de euros). Foi a maior aquisição da empresa até à data, feita a pensar já no IPO. A MoPub dedica-se à publicidade em apps móveis. É conhecida a estratégia do Twitter que faz do mobile uma prioridade, mesmo em detrimento da versão web. O que esta aquisição demonstra é um total comprometimento com a necessidade de gerar lucro. E de o fazer através do fluorescente mercado dos smartphones.

(Fonte: Público)