15 anos de Google


Há 15 anos, neste dia, nasceu a Google – na altura, um simples motor de busca. A pesquisa é o produto mais antigo e também o mais icónico da empresa californiana, criada por Larry Page e Sergey Brin na garagem do 232 Santa Margarita em Menlo Park.

A Google mudou pela primeira vez em 3 anos a fórmula que determina os resultados de pesquisa. O novo algoritmo chama-se Hummingbird e sucede ao Caffeine de 2009. Se este se focava na velocidade e na integração do social nos resultados, o Hummingbird pretende tornar a pesquisa mais inteligente, para que ela compreenda questões complexas e não apenas palavras soltas ou conjuntos de palavras.

O Hummingbird está em funcionamento há cerca de um mês e destina-se a dar resposta à evolução do uso da web, combinando conceitos e significados, além das “palavras-chave”, nos resultados oferecidos aos utilizadores. No fundo, o Hummingbird trabalha não só com o conteúdo daquilo que é indexado, mas também com o respectivo contexto.

Se em 1998 pesquisávamos palavras soltas e recebíamos em troca dez links azuis para os sites que continham essas palavras, hoje é tudo muito mais complexo e simples. Parece um paradoxo, mas não o é. Se, por um lado, a tecnologia por detrás da caixa de pesquisa branca é mais, por outro, o utilizador consegue encontrar aquilo que pretende sem problemas.

A Google Search continua a funciona com palavras-chave, como “google” ou “portugal”, mas compreende perguntas, como “hoje chove?” ou “quantos habitantes tem Lisboa?”. O Google Now dá a informação relevante no local e momentos certos, sem que tenhamos de a pedir. O Voice Search permite usar a voz para, no telemóvel, no tablet ou no computador, pesquisa qualquer coisa. O Knowledge Graph dá-nos rapida e visualmente aquilo que queremos.

A Google foi criado por Larry Page e Sergey Brin, dois estudantes da Universidade de Stanford, em 1998. Em www.google.com/#q=google+in+1998 é possível ver como era a empresa há 15 anos.

googlesearch_1998