Pequenas Mudanças IKEA

As crianças são o melhor do mundo e a IKEA concorda, ou não teriam sido elas as protagonistas da nova campanha da marca. Não é a família que tem de se adaptar à casa, é a casa que tem de se adaptar à família; por isso, a IKEA pediu a vários pequenos designers que projectassem as suas casas.

Foi com base no PLAY REPORT IKEA, um estudo realizado pela marca entre 2009 e 2013 em 33 países, com entrevistas a pais e crianças, que se apuraram os desejos das famílias, permitindo assim à IKEA corresponder às necessidades de todos.

Desde os 71% dos pais que gostariam de incentivar a criatividade dos filhos em casa, à percentagem de 73% das crianças que preferem brincar com os pais a ver televisão, foi possível ao IKEA construir diversos ambientes que, decorados com os seus produtos, tentam responder às ideias das crianças e às sugestões dos pais.

A Mariana queria uma sala onde pudesse “grafittar” as paredes e a IKEA criou uma sala revestida a papel para desenhar, a Margarida queria uma casa na árvore e a IKEA com um dossel que relembra uma tenda e um tapete que relembra relva criou uma “cama na árvore” e um “quarto ao ar livre”!

As crianças foram designers por um dia e, inspirados nos desenhos destas, os designers de todos os dias concretizaram os seus sonhos.

O projecto “Viver com Crianças” espelha a voz que o IKEA quer dar às crianças e a importância que tem a imaginação na hora de criar um produto IKEA. As Pequenas Mudanças IKEA pretendem chamar a atenção dos pais para a relevância do brincar, mesmo nas divisões que não remetem exactamente para isso. A Casa Cozinha ou o Quarto Mágico são projectos onde não faltou criatividade ou espaço para a brincadeira das crianças, na cozinha e no quarto dos pais.

A campanha Pequenas Mudanças IKEA foi idealizada pela TBWA\Lisboa.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • A Rita Pinto é Editora-Chefe do Shifter. Estudou Jornalismo, Comunicação, Televisão e Cinema e está no Shifter desde o primeiro dia - passou pela SIC, pela Austrália, mas nunca se foi embora de verdade. Ajuda a pôr os pontos nos is e escreve sobre o mundo, sobretudo cultura e política.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt