Pornografia, Google Glass e patentes da Apple


Televisão, computador, tablet e smartphone são os quatro ecrã em que o Mundo já está dividido, mas está a caminho mais um. O Glass é projecto pioneiro, em ebulição nos escritórios da Google, que promete mudar a forma como exploramos e partilhamos a realidade física e palpável. Trata-se, num fundo, de um par de óculos de realidade aumentada. O novo gadget agrada à indústria pornográfica, mas não está a ser bem vista aos olhos da Apple. Chegará ao mercado em 2014?

Mas o que fará, afinal, este Google Glass? Um vídeo revelado em Abril deste ano pela empresa de Sergey Brin e de Larry Page dá conta das potencialidade futuras deste projecto. O Glass permitirá ter uma espécie de smartphone nos olhos e realizar acções como consultar o e-mail, marcar eventos, postar no Google+, navegar no Maps, ouvir música, pesquisar na web, realizar um Hangout, enviar mensagens aos amigos ou fazer check-in num local, tudo através de comandos de voz.

O Glass apresenta um ecrã transparente, no qual são projectadas imagens e dados a pedido do utilizador. Os óculos deverão ter conectividade 3G ou 4G para receber e armazenar informação.

No entanto, mais recentemente, aquando do Google I/O (que aconteceu no Moscone Center, em São Franscisco), foi realizado um dos melhores demos de sempre em conferências de impressa deste tipo, provando não existirem limites para a tecnologia. Foi algo absolutamente inédito e fantástico. “We worked with some of the world’s top athletes, combined skydiving and mountain biking, and shared the experience – through their eyes – with the world.”, pode ler-se no Google+.

Quatro indivíduos, equipados com um protótipo do Glass, fizeram skydrive e aterraram no telhado do Moscone Center, em cujo interior se assistia a tudo via Google+ Hangout. Montaram-se em bicicletas, escalaram o edifício e, chegando ao fundo, meteram-se novamente em bicletas e entraram em direcção ao palco. As imagens do skydrive foram captadas em tempo real e vistas pela audiência do Google I/O.

O demo anterior vem demostrar não só as potencialidades do Google+ Hangouts, como as do Google Glass. A indústria pornográfica já veio mostrar o seu interesse por este projecto devido ao seu enorme potencial para filmar cenas a partir de ângulos mais delicados. “O estilo de porno conhecido como ‘point of view’ (POV) tem sido muito popular. Obviamente, um aparelho que permite filmar vídeo de alta qualidade sem usar as mãos vai tornar a filmagem do POV muito mais fácil”, afirmou Quentin Boyer, porta-voz da empresa de entretenimento para adultos Pink Visual.

Na conferência Google I/O 2012, iniciaram-se as pré-encomendas (no valor de 1500 dólares) do Glass Explorer Edition, uma primeira versão do Google Glass (utilizada no demo em cima) que convida a comunidade de programadores a explorar o projecto, contribuindo com as suas ideias para o desenvolvimento deste. E para quando a comercialização deste Glass? Segundo a Google, só em 2014.

O feedback sobre o Google Glass tem sido muito positivo e gerado muitas partilhas na Internet. No entanto, nem tudo são notícias positivas. A Apple, na sequência da sua guerra de patentes que já levou ao bloqueio das vendas do Galaxy Nexus com Android 4.1, revelou agora que o projecto Google Glass viola uma das suas patentes. Será que a Apple conseguirá deitar abaixo os óculos de realidade aumentada da Google?

Previous Shame on you, Apple
Next Estar no Twitter