10 anos de iPhone: o telemóvel que mudou o mundo

Revolucionou o entretenimento, a informação e a forma como comunicamos uns com os outros.

Foi no dia 9 de Janeiro de 2007, quando em São Francisco os relógios marcavam 9h41, que Steve Jobs mostrou o primeiro iPhone – o telemóvel que mudou o conceito de telemóvel e o mundo. Por cá, em Lisboa, eram 17h41.

De repente, os smartphones perderam os teclados físicos e ganharam ecrãs tácteis gigantes (3,5 polegadas era em 2007 uma grande cena). As lojas de aplicações apareceram, os jogos vieram atrás. O telemóvel passou a ser o nosso ponto móvel de entretenimento e informação, o equipamento que tiramos do bolso para ouvir música, ver vídeos, tirar fotos, jogar, navegar na web, consultar a meteorologia ou comunicar com os amigos.

“Hoje vamos introduzir três produtos revolucionários. O primeiro é um iPod com um ecrã grande e controlos touch. O segundo é um telemóvel revolucionário. E o terceiro é um avançado comunicador de internet”, foi assim que Jobs introduziu o iPhone numa das apresentações mais célebres da história da tecnologia. “Três coisas. Um iPod, um telefone e um comunicador de Internet. Um iPod, um telefone… estão a perceber? Não são três dispositivos separados, é um só dispositivo. E chamámo-lo de iPhone. Hoje a Apple vai reinventar o telefone.”

O iPhone definiu o mercado dos equipamentos móveis e também a Apple. Fez da tecnológica uma das maiores, mais valiosas e mais poderosas do mundo. Impulsionou as vendas do computadores Mac e abriu portas ao iPad e, mais tarde, ao Apple Watch e à Apple TV – numa altura em que o iPod já iniciava o seu declínio.

Ao longo desta década, o iPhone mudou significativamente. A primeira geração não tinha 3G nem sequer App Store, duas funcionalidades que só foram acrescentadas em 2008 no iPhone 3G. Em 2010, o iPhone 4 foi o primeiro com um ecrã Retina – a mesma resolução mas o dobro dos pixels. A Siri foi introduzida em 2011 no iPhone 4S. O iPhone 5, lançado em 2012, viu o ecrã 4:3 ser trocado por um 16:9 e a entrada de 30 pins ser substituída pela actual Lightning.

Seguiu-se o iPhone 5S, o primeiro com leitor de impressões digitais Touch ID. Em 2014, o iPhone cresceu novamente de tamanho e passou a ter dois modelos: o iPhone 6 com um ecrã de 4,7 polegadas e o iPhone 6 Plus com 5,5 polegadas. A geração 6S ganhou 3D Touch e a 7 perdeu a entrada para auscultadores. A história do telemóvel mais icónico do mundo completa-se com os modelos mais baratos 5C e SE.

Para 2017, de forma a assinalar com pompa e circunstância uma década de iPhone, a Apple deverá ter um plano entusiasmante. Espera-se que a empresa lance mais que um modelo, isto é, não só a família 7S, que deverá ser uma actualização da 7, como a geração 8, com um novo design.

Sem exageros, o iPhone mudou o mundo – o mundo inteiro, não só o da tecnologia. Revolucionou o entretenimento, a informação e a forma como comunicarmos uns com os outros. Dez anos passados, o mundo está diferente e o próprio iPhone teve de se ajustar também às tendências ditadas pela concorrência cada vez mais forte. A Apple já não é a única a fazer bons telemóveis e a revolução que começou é agora de todos.

Eis um comparativo entre o primeiro iPhone e o último até à data:

iPhone (2007)

iPhone 7 (2016)

Ecrã: 3,5 polegadas
Resolução: 480×320 pixels
Densidade de píxeis: 165 ppi
Rácio de tamanho: 52%
Processador: S5L8900 (412 MHz)
Unidade gráfica: PowerVR MBX
Armazenamento: 4 GB
RAM: 128 MB
Sensor fotográfico: 2 megapíxeis
Sensor frontal: não
Bateria: 1 400 mAh
Leitor de impressões digitais: não
Rede: 2G
Altura: 11,5 cm
Largura: 6,1 cm
Espessura: 1,16 cm
Peso: 135 gramas
Sistema operativo: iPhone OS
Ecrã: 4,7 polegadas
Resolução: 1.334×750 pixels
Densidade de píxeis: 326 ppi
Rácio de tamanho: 65,6%
Processador: A10 Fusion (4 núcleos a 2,34 GHz)
Unidade gráfica: PowerVR Series7XT Plus
Armazenamento: 32 GB
RAM: 2 GB
Sensor fotográfico: 12 megapíxeis
Sensor frontal: 7 megapíxeis
Bateria: 1 960 mAh
Leitor de impressões digitais: sim
Rede: 4G
Altura: 13,8 cm
Largura: 6,71 cm
Espessura: 0,71 cm
Peso: 138 gramas
Sistema operativo: iOS 10
Preço: 499 dólares Preço: 699 dólares
Previous Google responde à Apple com o seu Google Assistant na TV
Next Com este acessório, o teu MacBook ganha um ecrã táctil