Fraude na publicidade online: hackers fazem milhões por dia falsificando visualizações


Um grupo russo tem feito entre 3 e 5 milhões de dólares por dia através de um esquema fraudulento que envolve o mercado publicitário online, segundo revela um relatório da empresa de segurança White Ops, publicado na semana passada.

Conhecida como Methbot, devido às referências à palavra “meth” (“metanfetamina”) no código utilizado, a operação envolve um sistema automatizado e a produção de “volumes massivos” de impressões em vídeos publicitários, lê-se no documento. Segundo a White Ops, os hackers conseguem falsificar “até” 300 milhões de visualizações nesses vídeos através de websites que se fazem passar por páginas autênticas de publicações, como a FOX News, a ESPN ou o Wall Street Journal.

Por outras palavras, a publicidade em vídeo é mostrada a programas informáticos, em vez de pessoas reais, capazes de comprar os produtos ou serviços. Mais de 6 mil domínios foram afectados e falsificados, permitindo que a operação resultasse em muitos dólares de receita em publicidade, retirados do mercado nos EUA tanto a empresas de media, como a marcas.

A White Ops, que descreve a movimentação da Methbot como “sofisticada e de rápida evolução”, diz que este esquema fraudulento, à base de um bot, é o mais rentável até à data e admite que o que descobriu pode ser apenas uma fracção de verdadeiro impacto da Methbot.

O relatório da White Ops pode ser lido aqui.

Previous Alguns dos maiores jornais digitais vão estar em Lisboa em Fevereiro
Next É impossível bloquear o Mark Zuckerberg no Facebook