A Lisboa a preto-e-branco de Luís Mileu está nas paredes do Belcanto


Difícil é o Instagram de Luís Mileu passar despercebido. Com mais de 50 mil seguidores, @Mileu apresenta um olhar singular de Lisboa e do mundo que pisa todos os dias, apostando em tons escuros e e carregados. É assim há quase 4 anos.

Em Setembro de 2015, Mileu foi convidado pelo Instagram para participar numa exposição em Nova Iorque, ao lado de mais 60 fotógrafos. Agora aceitou o convite de José Avillez para dar outro encanto ao Belcanto. No ano passado, o restaurante do chef português tornou-se o primeiro restaurante em Lisboa distinguido com 2 estrelas Michelin e, mais recentemente, foi considerado pela Condé Nast Traveler o melhor restaurante do mundo.

4_40X40-800x594

“O convite surgiu porque o José Avillez já conhecia o meu trabalho há muito tempo – já me tinha pedido uns retratos, que é outra das minhas paixões – e contactou-me com o objectivo de ter fotos minhas de Lisboa”, conta Luís Mileu ao Dinheiro Vivo.

São 33 fotografias de Luís Mileu que podem ser agora vistas no Belcanto, nas quais o fotógrafo dá a conhecer a sua Lisboa a preto-e-branco. “Reunimos algumas vezes para escolher do meu portfólio de fotografias de Lisboa quais é que se adequavam melhor à área disponível. Conseguimos fazer uma trilogia 60X80 por cada imagem para a sala”, acrescenta.

2_20X20-800x594

Fotógrafo nas horas vagas, Luís Mileu é publicitário na outras horas. Durante anos esteve ligado à agência de branding Ivity, como conta o Dinheiro Vivo. Saiu este ano para criar o seu próprio atelier no LX Factory. Enquanto desenvolve trabalho de design e de comunicação para marcas, consegue ter tempo para a sua grande paixão: a fotografia. “Na verdade, profissionalmente sou cada vez mais fotógrafo. O que era um hobby, cada vez mais está a mudar”, admite ao Dinheiro Vivo.

Previous “A Sombra” é o single de avanço do novo álbum de Orelha Negra
Next Documentos que Edward Snowden “tirou” à NSA tornados públicos