A febre dos carros autónomos chegou para ficar


A edição de 2016 da Consumer Electronic Show, mais do que realidade virtual e ainda mais drones, ficou especialmente marcada pela onda de carros autónomos. Várias marcas tiveram a sua primeira presença na feira especialmente para esse mesmo fim, e foram muitos os projetos apresentados que nos dizem que, no futuro, ninguém vai precisar de meter as mãos no volante. Conhece alguns deles.

Nvidia fez um supercomputador para carros

Não é muito normal ver uma marca especialmente conhecida pelo fabrico de processadores e GPUs ao lado de outras como a Ford ou a Tesla, mas a Nvidia foi um dos principais destaques na área automóvel da CES com o Drive PX 2. Trata-se de um supercomputador, com dois processadores Nvidia Tegra, responsável por tudo aquilo que o carro precisa para se conduzir a si próprio.

carrosautonomosces16_02

carrosautonomosces16_03

A designação de “supercomputador” foi atribuída pelos próprios na apresentação, mas a definição até se adequa. O PX 2 é capaz de processar os dados relativos a 12 câmaras e outros tantos sensores, mesmo em condições de baixa luminosidade, praticamente em tempo real.

Tratam-se de 12 cores que representam cálculos na ordem dos 8 teraflops. Tudo isto requer uma energia de 250W e, claro, arrefecimento líquido, o que não constitui um grande problema pelo facto de ser instalado dentro de um carro. Foi até dito que o poder de processamento do Drive Px 2 é o equivalente a 150 Macbooks Pro.

Juntamente com o hardware, veio também o software. A Nvidia desenvolveu a rede Drivenet, que comunica com o Px 2 e tem já um poder de reconhecimento superior a 120 milhões de objetos. Para já, a Volvo vai ser a primeira marca de automóveis a receber e a aplicar o PX 2 em cerca de 100 carros de teste, mas a Nvidia diz que está também a desenvolver parcerias com a Audi, Daimler, BMW e a Ford.

Kia quer ter apenas carros autónomos em 2030

Esta foi a primeira vez da Kia na Consumer Electronic Show e a entrada não podia ter sido mais destacada, já que a marca sul coreana assegurou que, até 2030, toda a sua gama de carros serão autónomos. Não vai sequer haver a necessidade de haver uma única pessoa dentro do veículo para que este ande na estrada (embora isto esteja em vias de ser proibido).

carrosautonomosces16_04

Drive Wise é o nome do software da Kia e que vem tomar o lugar do ADAS. Graças a este programa, os carros autónomos poderão ser controlados até com recurso a um smartwatch ou a um smartphone, levando a que, por exemplo, estejas no trabalho e “informes” o teu carro, que está estacionado à porta de tua casa, para te vir buscar. Podes até emprestá-lo a um amigo.

Enquanto 2030 não chega, a Kia vai já implementando Drive Wise nos seus veículos para que estes sejam semi-autónomos, melhorando elementos como o estacionamento “sem mãos” e o cruise control em auto-estradas. Um modelo de destes com base no Kia Soul foi já testado e aprovado no Nevada.

Ford também investe em carros autónomos

Embora a parceria com a Nvidia esteja também em andamento, a Ford vai também dando seguimento à sua linha de carros autónomos. Em 2016, a marca de Henri Ford quer triplicar o número de veículos em processos de teste, acrescentando à frota mais 20 Fors Fusion Hybrid.

Atualmente, os carros estão a ser testados no Michigan e em Arizona, sendo que a Califórnia deverá ser o seu próximo destino. Atualmente, Ford vai na terceira geração sua plataforma para carros autónomos, que conta com os novos sensores da LiDAR.

Estes sensores têm uma capacidade tal a reconhecer e a construir a realidade à volta em três dimensões que, ao contrário dos quatro sensores que eram utilizados no passado, são precisos apenas dois no topo do carro.

carrosautonomosces16_05

Os carros autónomos são cada vez mais uma realidade e já não falta muito até começares a ver por aí os primeiros modelos a serem testados em Portugal. Tendo em conta que a esmagadora dos acidentes rodoviários são causados devido a falhas humanas, esta poderá ser também uma boa notícia para a segurança dos passageiros.

Previous As homenagens da Pixar aos clássicos do cinema
Next Parrot Disco é um drone que parece um avião