O quadro ‘Nighthawks’, de Edward Hopper, como nunca o viste


Nighthawks é dos quadros mais referenciados da cultura pop, mas o mais provável é que o tenhas conhecido nas opções de fundo para o desktop do teu Mac. Ainda assim, qualquer desculpa é boa para descobrir o trabalho de Edward Hopper, um dos pintores mais importantes para a pintura americana do século passado. Apesar de já ter aparecido nos Simpsons e de ter sido satirizado vezes sem conta, é difícil compreender o seu verdadeiro significado de forma tão intensa como neste vídeo.

Ao focar-se no protagonista da cena, o restaurante, começamos por entender a necessidade do pintor de colocar as suas figuras encapsuladas entre janelas. O objectivo é que o olhar se perca. É costume dizer-se que nos quadros do Hopper algo vai acontecer, está a acontecer ou já aconteceu. Só isso explica a forma perdida como estes humanos parecem perdidos, com a sua atenção presa num limbo entre passado e presente, tédio e ação.

Um pintor que só começou a ter alguma importância já na casa dos quarenta, foi preciso casar com Josephine, sua companheira e eterna apoiante, para se dedicar a estas cenas que parecem congeladas no tempo. Com estudos extensos sobre como representar cada pessoa, em cada quadro, a carga que colocava nas suas poses não é uma coincidência. Hopper criava quadros tensos que vão sempre despertar a nossa atenção.

O vídeo parte destas leituras para levantar questões… Onde está a porta do restaurante? Porque é que há escuridão na janela atrás deles? Será que estas personagens se conhecem? Um vídeo interessantíssimo para todos os que apreciam o trabalho de Hopper.