GravityLight: uma lâmpada para iluminar quem vive sem electricidade


Basta-nos pressionar um interruptor e voilà: faz-se luz. É tão fácil e cómodo que nem sequer concebemos o facto de que, todos os dias, existem mil milhões de pessoas que não tem acesso a electricidade. Muitas delas, quando escurece, têm somente acesso à luz das lâmpadas de querosene para conseguir realizar as actividades mais básicas, que são perigosas e bem mais dispendiosas.

Para dar resposta a este problema, que desfavorece um sétimo da população mundial, uma equipa de engenheiros do Reino Unido desenvolveu um dispositivo inovador, a GravityLight. A inovação reside no facto de esta fantástica lâmpada funcionar sem qualquer bateria, electricidade ou luz solar; acende somente através da força da gravidade.

O sistema da Gravity Light não poderia ser mais simples. Para fazer o dispositivo funcionar basta adicionar 12 kg de peso (pode ser qualquer coisa: pedras, areia) a uma das extremidades do fio para que assim, e com um puxão, se possa elevar o peso, que desce gradualmente e movimenta a outra extremidade do fio ligada à lâmpada. No fundo, funciona de modo similar a uma roldana.

Cada puxão fornece em média vinte a trinta minutos de luz, dependendo da altura a que se consegue elevar o peso. Quando o peso desce, lentamente, em direcção ao chão, por culpa obviamente da gravidade, produz energia cinética que acende um suporte LED. É assim que funciona.

A equipa está agora presente na plataforma de crowdfunding Indiegogo, com o propósito de conseguir financiamento para a segunda versão da GravityLight. O objectivo é arrecadar 199 mil dólares para tornar a luz da lâmpada mais brilhante, duradora e o dispositivo mais cómodo de utilizar. Prevê-se que a luz vá custar cerca de 10 dólares, um valor simbólico quando comparado com o das lâmpadas de querosene. Mas as vantagens desta “luz da gravidade” não se ficam só pelo preço, representam um investimento seguro e extremamente lucrativo a longo prazo, afinal a gravidade não tem qualquer custo associado. O risco de incêndio é praticamente nulo e a lâmpada não liberta qualquer espécie de substância nefasta quer para o ambiente quer para a saúde.

A GravityLight foi concebida para as famílias de países em desenvolvimento. Numa fase inicial o projecto estará presente no Quénia, onde a equipa espera gerar emprego através da produção local das próprias lâmpadas e da sua comercialização.

A GravityLight representa uma solução fácil, ecologicamente sustentável e capaz de melhorar em muito o quotidiano de biliões de pessoas.